Protocolo social? Desculpa, não entendi.

Acho que vi um unicórinio!

Acho que vi um unicórinio!

Uma frase que escuto com frequência é “você não tem medo de chocar”.

Quando paro para pensar nisso percebo que na verdade não tem nada a ver com não ter medo, e sim com pura falta de leitura de que algo causaria certo impacto.

Anos atrás tive uma conversa com uma amiga a respeito do papel da arte no mundo. Ela me disse que o papel da arte é causar impacto, fazer as pessoas refletirem. De certa forma concordo, acho que esse é um papel da arte. Mas tenho que convir que não é o papel que me interessa. O que eu busco na arte é aquele “ahhhhhh” que uma obra causa, e consegue, por alguns instantes que sejam, elevar o estado de espírito de alguém. Confesso que não foi sempre assim. Houve uma época em que acreditei que a arte tinha que causar impacto e ponto, independente de ter um resultado positivo ou negativo. O que importava era causar! Mas isso foi parte da trajetória da Fer como artista, dessa busca que me levou de um universo absolutamente escuro, a outro universo mágico, repleto de luz.

Na minha adolescência me interessava por magia. Achava o poder de manipular os elementos algo absolutamente extraordinário. Nunca tive coragem de fazer qualquer feitiço para manipular os sentimentos de ninguém, cresci com um mote de família que diz: macaco olha o seu rabo e deixa o rabo do vizinho. Fui uma criança tímida, que tinha poucos amigos mas que conversava com os animais, pedia licença aos elementais e apesar de não enxerga-los com os olhos físicos, sempre senti e acreditei na presença do mundo invisível.

Com 23 anos me casei e contra o fluxo natural das coisas, foi quando entrei no abismo de sexo, drogas e rock n’ roll. Bastou um empurrão aqui e outro ali para uma pessoa que não tem leitura de limites se envolver com todo o tipo de coisas. Uma amiga sueca, quando morei em Londres, certa vez me disse que eu era a pessoa menos preconceituosa que ela conhecia. Entendi isso como um elogio. Não importava a historia que me contasse, o convite que me fizesse, ou o que eu presenciasse, nada me chocava. Infelizmente nesse mundo de terceira dimensão, as consequências podem ser um tanto pesadas. No meu caso, custou meu casamento e alguns anos de depressão severa.

Depois do divórcio acabei me tornando residente de um templo budista tibetano, no Brasil. Foi um período incrível onde aprendi coisas muito sagradas que carrego comigo até hoje. Também fui residente e administradora de outra escola de meditação, mais rigorosa, e acabei me desligando exatamente por um conflito de ideais diretamente relacionado a preconceito.

Não acredito em certo e errado, mas acredito em lei de ação e reação. Tudo tem consequência, tudo volta, é uma questão de tempo apenas. Algumas escolhas te levam para a luz, outras para a escuridão. Cada um tem o seu momento. Cada ser está vivendo uma experiência, única e absolutamente sagrada. Na minha leitura, absolutamente tudo faz parte da Criação.

Cada dia acho mais claro que vivemos um sonho, uma experiência presa numa percepção limitada do nosso corpo humano de terceira dimensão. Quando acredito ter visto um unicórnio ou qualquer ser “não classificado”, tenho a certeza de que, por um momento, cruzei o universo desta dimensão para a dimensão do mundo invisível. Isso sempre me faz feliz.

No mais, voltando a questão da falta de leitura de protocolo social, acho que as escolhas de cada um são dignas do seu aprendizado. Não julgo e se tem uma coisa que me incomoda é ser julgada. Se não causa mal a ninguém, que mal tem, não é mesmo? Sejamos felizes como o nosso espírito estiver almejando! Vivamos essa experiência incrível que é a terceira dimensão! Escolham, acertem, errem, aprendam.. um dia todos nos encontraremos novamente no centro da Criação. Se é que em algum momento saímos realmente de lá. ❤

E como já diz o mantra em sânscrito: Locaha Samastaha Sukino Bhavantu

Possam todos os seres serem livres e felizes!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s