O pão nosso de cada dia

photo 1-1

Na linda oração do Pai Nosso, Jesus nos ensina a pedir pelo pão de cada dia. Acredito que muito além do pão, do alimento para o corpo, Jesus nos ensinava a pedir pelo alimento para o espírito, pelos ensinamentos sagrados que são, em última instância, o que nos traz a paz verdadeira.

A arte sempre andou ao lado dos grandes ensinamentos, ajudando a ilustrar e transmitir conhecimento que seria conservado por muitas gerações.

Em uma parcela humildemente menor, mas não por isso menos significativa, vejo a arte como uma linda ferramenta para alimentar a alma do ser humano. Aqueles que conhecem o meu trabalho, sabem que minha maior motivação é essa, alimentar a alma, proporcionando obras que elevem o estado emocional dos meus clientes.

E para ilustrar este artigo, compartilho com vocês a minha receita de pão, aprimorada após muita experimentação. Afinal, alimentamos a alma com arte e o corpo com o pão artesanal, que também é pura arte!

Pão Integral ATC

3hs | 2 pães grandes

Ingredientes:

10gr de fermento biológico seco

500gr de farinha de trigo integral

200gr de farinha de trigo

100gr de aveia

2 colheres de sopa de açúcar mascavo ou melado de cana

1 colher de sopa rasa de sal

6 colheres de sopa de xerem de amendôas ou de sua castanha de preferência

6 colheres de sopa de sementes de linhaça

3 colheres de sopa de azeite

Preparo:

A cozinha deve estar pronta para a produção. Limpa de resíduos físicos e rica emocionalmente. Para isso, costumo ligar uma música clássica ou um jazz para amenizar os sons da cidade. Se você mora no campo, o som dos passarinhos é incrivelmente bem-vindo.

photo 2-1 

1. Misture o fermento com 100ml de água em temperatura ambiente e 5 colheres de farinha de trigo. Mexa bem e deixe crescer por cerca de 15 minutos (se estiver muito frio, coloque dentro do forno com temperatura BEM BAIXA, como num dia quente)

Ele vai ficar areado, assim:

photo 4

photo 3-1

2. Coloque todos os ingredientes secos em um recipiente e faça uma cova no meio. Adicione os ingredientes líquidos, 400ml de água filtrada e a mistura do fermento. Mexa delicadamente até formar uma massa homogênea.

photo 5

Se precisar, adicione mais farinha para dar o ponto. Deve ficar com a textura de uma saco de leite quando você aperta com o dedo. Adiciono as amêndoas depois que a massa já cresceu, sovei uma vez com outras castanhas e ficou massudo, tive a impressão que absorveu o óleo das castanhas, por isso adiciono só depois que a massa cresceu, na hora de fazer as baguetes.

photo 1

3. Polvilhe uma bancada de superfície reta e limpa e amasse o pão até a massa ficar bem lisa e macia, são pelo menos 10 minutos sovando. Forme uma bola, povilhe farinha, cubra com um pano e deixe crescer.

 photo 2

4. Quando a massa dobrar de volume, abaixe-a tirando todo o ar, abra e adicione o xerem de amêndoas. Molde os pães tipo baguete, decore e coloque na forma polvilhada com farinha. Faça incisões, deixe crescer novamente e asse a 200ºC por 40 minutos ou até ficarem dourados.

photo 3

Sirva quentinho que é de lamber os beiços. O que sobrar pode ser consumido em até uma semana.

Anúncios

2 ideias sobre “O pão nosso de cada dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s