Arquivo da tag: customização

Escada da Elisa

660B4617-8132-4463-8307-72ED1CF5955B55C8AB1B-5D4C-4870-8F18-B1CAC7C4FAC5

A Elisa querida (prima por afinidade) me convidou para desenvolver um projeto personalizado para a entrada da sua casa. Por ser brasileira e morar nos EUA, pediu algo que lembrasse a nossa cultura e que oferecesse um destaque para a pintura das bananas no topo da escada.

Conversamos algumas possibilidades, entre parede de um lado e do outro, e decidimos por fim trabalhar os espelhos da escada. A idéia original foi a de aplicar tecidos de chita, que haviam sido usados na decoração da sua festa de casamento, mas ela tinha um único modelo e ficou um pouco intenso demais. Sugeri desenvolver degrau a degrau com estampas inspiradas nos desenhos da chita mas com uma paleta mais sóbria.

2016-04-02 15.00.58

O trabalho foi longo mas valeu cada desconforto de posição! haha

2016-04-04 14.09.34-1.jpg

Alcançamos nosso objetivo: os amigos que visitaram ficaram boquiabertos e encantados. A cliente adorou o resultado final e saí de lá muito feliz, afinal, pintar espelhos de escada era algo que eu queria fazer há anos e enfim uma cliente curtiu a proposta.

2016-04-11 13.30.15-1

2016-04-11 17.19.31.jpg

2016-04-04 23.33.38.jpg

2016-04-11 17.20.16.jpg

E você? Tem uma escada e gostaria de um trabalho semelhante? Entre em contato para um orçamento. fercaggiano@gmail.com

#arte #pintura #de<3

Fer

Anúncios

Tutorial: Armário antigo com roupagem nova, inspiração oriental

 

2015-09-16 11.14.16-1

Meu segundo tutorial para vocês!

Escolhi uma pintura em móvel para incentivar o pessoal que como eu, curte transformar peças antigas em algo novo.

Mais uma vez usarei de um trabalho que executei recentemente para explicar a técnica e oferecer um guia para quem quiser tentar algo parecido.

Aqui transformei um armário embutido que apresentava um tom de madeira super diferente do tom do piso – o que incomodava muito a cliente – em uma peça de destaque em estilo oriental.

Antes:

1antes

O que você irá precisar:

– ¼ de tinta látex acrílica marrom, ou da cor que escolher para a base

– ¼ de tinta látex branca

– pigmento líquido preto, marrom, vermelho e roxo

– pincel largo ou rolo (abaixo explico melhor porque opto pelo pincel)

– pincel fino para os galhos e pincel ultra-fino para contorno

– lixa fina

– 2 ou 3 panos velhos

Coloque uma roupa velha e mãos a obra!

Primeiro você precisará preparar a base. Quando uma peça de madeira possui verniz ou tinta, você precisa dar uma “quebra de lixa”, o que nada mais é: deixar a peça fosca para criar aderência à nova tinta. Particularmente, acho essa a parte chata do processo, mas depois, só diversão!

lixa

Após lixar, remova o pó com um pano úmido. Livre de resíduos, a peça está pronta para a base. Eu usei um pincel largo mas você pode aplicar com rolo que é mais rápido. Eu opto por pincel porque ele deixa algumas manchas de forma orgânica e acabo usando apenas uma demão (sim, se diz demão e não mão). Quando se usa rolo, as marcas ficam retas e feias, o que cria a necessidade de demãos suficientes (2 ou 3) para que a base fique homogênea.

2base

Deixe a tinta secar e comece a pintura das manchas de aquarela. Você irá usar a tinta SUPER diluída em água. Ela inclusive irá escorrer mas para este trabalho ficar bonito, você deve secar os escorridos a medida que pintar. Você pode usar a mesma tinta que escolheu para a base, com uma “esguichada” de pigmento extra para deixar mais escura (um pouco de preto e um pouco de marrom, ou vermelho, depende do tom que preferir). Tenha um trapinho à mão e comece de cima para baixo, fazendo movimentos em ‘X’ com um pincel largo, deixando mais tintas em alguns lugares. O resultado será esse:

3manchas.jpg

Agora está na hora de entrar com a árvore! Você pode começar com os troncos maiores, atravessando o armário usando um pincel médio/fino. Eu usei um tom areia para o tronco. Você alcança esse tom misturando um pouco de pigmento marrom no branco. Você vai usar pouca tinta, então misture só um pouquinho num pote pequeno (eu uso muito copinho de requeijão ou vidrinho de geléia).

4troncos

A partir do tronco, você elabora o preenchimento com galhos menores usando um pincel fino.

5galhos.jpg

Para uma composição boa, você deve usar 2/3 da área com preenchimento de tronco, deixando 1/3 de “respiro” apenas com o fundo. Quando preenche por completo o espaço fica saturado e vai parecer mais um papel de parede que uma pintura especial. Agora pode pintar as flores, começando com uma base branca para elas. Como não é um projeto realista, você pode fazer tipo “pom-pom”, deixando algumas mais tipo estrela para o contorno ficar legal.

6flores

Vamos detalhar! Agora entra o pincel ultra-fino para fazer contorno. Você irá usar o marrom escuro que usou para manchar o fundo.

7detalhamento.jpg

8contorno.jpg

Agora entra o toque final: sombreamento! Com a mesma tinta, super aguada, você dará sombreamento aos galhos. Com uma tinta violeta, também aguada (misture o pigmento violeta em um pouco de tinta branca), você dará profundidade às flores:

9sombreado.jpg

Este é o resultado final. Aconselho começar com uma peça pequena para desenvolver o traço e a técnica. Depois pode partir para móveis grandes como este.

10final.jpg

E claro, para quem quiser contratar um profissional para executar o trabalho, é só chamar! Orçamentos pelo email: fercaggiano@gmail.com

Uma floresta infantil inspirada em Tim Burton

Sim, esse foi o briefing da minha cliente: uma floresta inspirada no trabalho de Tim Burton, só que para uma pequena de 2 aninhos, o que implicaria numa pegada mais suave do que o trabalho dele.

2015-12-14 14.45.54.jpg

Comecei a pesquisar e o que nos vêm primeiro é: Noiva Cadáver. Mas é tudo muito escuro e um tanto deprimente (apesar de lindo!). Como recriar o estilo de forma leve? Bom, comecei por elaborar com cores mais suaves, nada de preto! Mantive a idéia das árvores curvas e enroladas, mas usando um marrom e complementando com tons pasteis e adicionando animais simpáticos ao cenário.

Escolhemos tons de base verdes, sóbrios e como tons complementares optamos pelo rosa e amarelo que já apareciam no enxoval. O resultado ficou bem divertido.

Ainda não recebi fotos da cliente após a entrada dos móveis, então as fotos aqui são apenas para apreciação da ilustração. O quarto composto com a decoração completa sempre fica BEM mais legal. 🙂

Cheguei no final da obra, com a pintura base feita:

selfieantes

Comecei a desenvolver por este canto. Aqui é onde ficará a caminha/berço.

arvorecoruja

2015-12-14 14.20.24

2015-12-14 14.20.34.jpg

Um pequeno mimo ao lado da janela:

2015-12-14 14.37.25.jpg

2015-12-14 14.43.52.jpg

Este pequerucho está na paredinha da entrada, dando as boas-vindas.

2015-12-14 14.47.44.jpg

2015-12-14 14.47.16.jpg

Este foi um desafio bem legal e a cliente ficou super satisfeita.

Aos interessados em orçamentos, mandem o briefing para fercaggiano@gmail.com

Atenciosamente,

Fer Caggiano

Estrelinhas para Estela

2015-11-26 14.11.56

Projeto muito gostoso de fazer! Arte nas paredes do quarto da pequena Estela. A mamãe dela resolveu presenteá-la com uma pintura neste Natal e me convidou para fazer o trabalho.

Ela me pediu algo leve, com bichinhos convidando a hora de dormir. Ah, tem que ter um sapo! A pequena adora sapos. O nome Estela vem de estrela, achei pertinente amarrar esteticamente com o tema.

Pesquisei uma série de referências e escolhemos a linguagem a ser utilizada. Usei uma mistura de técnicas para chegar ao resultado desejado e ficou assim:

Móveis divertidos para o meu bebê

2014-07-09 15.38.15

O que mais me perguntavam durante a gravidez era sobre a decoração do quarto do meu filho. As pessoas sempre imaginavam que eu faria algo fantástico para ele, já que um dos carros chefe do meu trabalho é quarto de bebê.

Para surpresa geral, não fiz nada! Quase uma vergonha mas era algo impossível dentro das circunstâncias que me encontrava: mãe nômade, com um filho que chegou ao mundo sem lugar definido. Ele não tinha um quarto para ser decorado, ponto. rsrs

Agora enfim as coisas estão acertando o passo e em meio a toda a turbulência da vida de uma mãe que é profissional autônoma, consegui encontrar um tempinho para pintar dois móveis para organizar as coisinhas dele, que são de longe mais volumosas que as minhas! Como ganha presente esse abençoado pequerrucho!

Comprei dois móveis de mdf, que acho super fofos apesar de pouco resistentes -especialmente a umidade – mas achei que seriam perfeitos para o propósito. A ideia inicial, que espero que alguém encomende, era fazer decoupagem em tecido por dentro de todas as milhares de gavetas. Considerando o meu tempo limitado para executar, acabei apelando para o bom e velho pincel, que é meu maior parceiro.

2014-06-16 21.22.14

Separei algumas cores, sem saber exatamente como a pintura se desenvolveria. A parte boa dos projetos pessoais é que posso permitir a intuição correr livre sem a necessidade de um projeto preliminar.

2014-06-17 21.48.56

Quando me dei conta, um dos móveis ganhou milhares de bolinhas (olha que nem fui na exposição “obsessão infinita” no Tomie Otake ainda!) e por dentro listras sapecas com direito a uma linha fujona, que sorrateiramente escorrega para fora do móvel.

2014-06-21 11.42.07-1

A segunda peça ganhou um céu estrelado e gavetas de arco-íris. Uma coisa meio pequeno príncipe, acho.

2014-06-21 11.53.43

Finalizei com um verniz marítimo para dar uma fortalecida na superfície e o resultado final ficou bem alegre. Feliz e satisfeita.

2014-07-09 14.46.56-1

Café Quero Mais

IMG_7916

No ano passado pintei dois quartos infantis para uma familia em São Caetano. Este ano a cliente me convidou para fazer o muro do seu café, no mesmo bairro. Fico muito feliz quando clientes pedem novos trabalhos; isso me mostra que o trabalho que executei anteriormente foi realmente bem sucedido.

Estudei as fotos do local e ruminei a idéia por alguns dias. O café está localizado em uma esquina mas só era visto por uma das ruas. Na outra, o muro longo e vazio fazia o café passar desapercebido. A proposta era trabalhar aquela área de forma que as pessoas notassem o ponto.

foto1

A primeira sugestão foi sobre a cor de base. Recomendei que pintassem com o mesmo tom alaranjado utilizado na área interna. É um tom quente e convidativo.

Pesquisei a melhor linguagem a ser trabalhada e optei por um estilo de lousa de bistrô, complementado por mesinhas e silhuetas para indicar o movimento de um café.

Lá fomos nós!

Eu , Cauê em sua primeira jornada de acompanhante num trabalho da mãe, e a super nany, minha parceira de pratica budista.

2014-03-22 22.50.15

Foi gostoso trabalhar em uma cidade onde as pessoas ainda se cumprimentam na rua. A cada pincelada alguém parava para perguntar sobre o tema, o estilo e elogiar a minha habilidade. “Sim, tudo feito à mão livre”.

2014-03-22 15.47.17

 

2014-03-22 15.47.46-2

Saí satisfeita com o resultado e espero que a pintura gere a atenção desejada. Sucesso para o café Quero Mais!

Um portal para o seu Sonho

Toda pintura é um portal, um veículo para mudar o seu estado de espírito. Matisse dizia que gostaria que suas pinturas fossem como uma poltrona confortável para o trabalhador no final do dia. É mais ou menos isso o que eu penso.

Árvores na neblina da Serra da Mantiqueira.

Árvores na neblina da Serra da Mantiqueira.

Costumo sugerir aos meus clientes uma paisagem que lhes seja algo significativo. Por isso faço muitas praias e outros motivos de natureza, que normalmente são seus locais de refúgio. Acredito que seja importante ser um local que lhes transmita algo bom ou inspirador.

Mas quanto custa isso?

Muita gente tem quase medo de perguntar porque acha que arte de verdade é muito cara. Tenho trabalhado com uma tabela SUPER em conta e facilitada. Anos atrás quando eu tinha merchant em NY, eu cobrava 5000 dólares o metro quadrado e o valor atual é de aproximadamente 1800 reais o m2.

Eu fiz uma opção há alguns anos: fui morar num templo budista e abri mão do mercado de galerias. Essa busca espiritual fez com que eu chegasse ao seguinte mote para o meu trabalho: fazer pessoas felizes, ajudando a elevar o estado de espírito dos meus clientes.

2013-09-03 16.26.32

Para quem  quiser saber melhor do histórico da artista, pode pesquisar no meu antigo nome de casada (Fer Veriga). O CV é bem extenso. Abri mão desse nome há alguns anos. Hoje voltei a usar Fer Caggiano.

Para mais exemplos do trabalho, clique aqui.